Clinkids

Pneumonia

« VOLTAR

A pneumonia é uma infecção ou inflamação nos pulmões. Ela pode ser causada por vários microorganismos diferentes, incluindo vírus, bactérias, parasitas ou fungos, porém 99% das pneumonias são causadas por bactérias, e destas, o pneumococo é o mais freqüente. Esta doença é muito freqüente e afeta pessoas de todas as idades. Muitas destas, anualmente, morrem por pneumonia.

Como se desenvolve?
Normalmente, a doença se desenvolve quando, por algum motivo, há uma falha nos mecanismos de defesa do organismo. A pneumonia pode desenvolver-se por alguns mecanismos diferentes:
Um deles, bem freqüente, ocorre quando a pessoa inala um microorganismo, através da respiração, e este chega até um ou ambos pulmões, onde causa a doença. Outra maneira freqüente é quando bactérias, que normalmente vivem na boca, se proliferam e acabam sendo aspiradas para um local do pulmão.

Sinais e Sintomas
A pneumonia bacteriana clássica inicia abruptamente, com febre, calafrios, dor no tórax e tosse com expectoração (catarro) amarelada ou esverdeada que pode ter um pouco de sangue misturado à secreção. A tosse pode ser seca no início. A respiração pode ficar mais curta e dolorosa, a pessoa pode ter falta de ar e em torno dos lábios a coloração da pele pode ficar azulada, nos casos mais graves. Em idosos, confusão mental pode ser um sintoma freqüente, além da piora do estado geral (fraqueza, perda do apetite e desânimo, por exemplo). Nas crianças, os sintomas podem ser vagos (diminuição do apetite, choro, febre). Outra alteração que pode ocorrer é o surgimento de lesões de herpes nos lábios, por estar o sistema imune debilitado. Em alguns casos, pode ocorrer dor abdominal, vômitos, náuseas e sintomas do trato respiratório superior como dor de garganta, espirros, coriza e dor de cabeça.


TRATAMENTO


A pneumonia bacteriana deverá ser tratada com antibióticos. Cada caso é avaliado individualmente e se definirá, além do tipo de antibiótico, se há ou não necessidade de internação. Nos casos graves, até mesmo a internação em Unidades de Tratamento Intensivo (UTI) poderá ser necessária. Os antibióticos e demais medicações podem ser utilizados por via oral ou através de injeções, que podem ser na veia ou no músculo. Em alguns casos, além das medicações, podemos utilizar a fisioterapia respiratória como auxiliar no tratamento. Os fisioterapeutas podem utilizar exercícios respiratórios, vibradores no tórax e tapotagem (percussão do tórax com os punhos) com o intuito de retirar as secreções que estão dentro dos pulmões, agilizando o processo de cura dos pacientes.


IMPORTANTE


Prevenção
Muitas vezes uma gripe ou resfriado podem preceder uma pneumonia, onde o processo viral evolui para um quadro bacteriano cuja prevenção contra o vírus influenza e a bactéria pneumococo são fundamentais. Para tentar evitar isso, vacinas foram criadas. Existe no mercado a vacina contra o vírus influenza (Causador da gripe) e outra contra a bactéria pneumococo (Causadora da Pneumonia), que podem diminuir as chances do aparecimento das doenças causadas por estes germes, sem efeitos colaterais. 
Emergência

CÓDIGO DE
EMERGÊNCIA

HORÁRIO DE ATENDIMENTO

Segunda a Sexta
7:00 ás 21:30

Sábados, Domingos
e Feriados
7:00 ás 18:30